Equívoco: “Evolução significa que a vida mudou ‘por acaso’”

Resposta: O acaso é certamente um fator na evolução, mas existem também mecanismos evolutivos não aleatórios. Mutação aleatória é a melhor fonte de variação genética, no entanto a seleção natural , o processo pelo qual algumas variantes sobrevivem e outras não, não é aleatória.

Por exemplo, alguns animais aquáticos tem maior probabilidade de sobreviver e se reproduzir se eles puderem se mover rapidamente pela da água. A velocidade os ajuda a capturar presas e escapar do perigo. Animais como tubarões, atum, golfinhos e os ictiossauros desenvolveram formas de corpo aerodinâmicas que permitem que eles nadem rápido. A medida que evoluíram, indivíduos com corpos mais aerodinâmicos tinham mais probabilidade de sobreviver e se reproduzir. Individuos que sobrevivem e se reproduzem melhor em seu ambiente terão mais descendentes (exibindo as mesmas características) na próxima geração. Isso é seleção não aleatória. Dizer que a evolução acontece “por acaso” ignora a metade do quadro.

A forma aerodinâmica dessas albacoras não é um acidente. Uma forma mais aerodinâmica permite que esses peixes se movam através da água de forma mais rápida. Durante sua evolução, a seleção natural favoreceu o atum mais aerodinâmico.

• Foto de Atum cortesia do NOAA/Dept. of Commerce.

próximo
Equívoco:
"Tentando" se adaptar

Busca · Índice · Navegação · Direitos Autorais · Créditos · Contato
Entendendo a Evolução para Professores Início · Entendendo a Evolução Início

Veja outras opiniões do site Entendendo a Evolução

Tradução em espanhol do site Entendendo a Evolução para Professores da Sociedade Espanhola de Evolução Biológica.