Coréia de Huntington: Evolução e Doenças Genéticas (1/3)

Coréia de Huntington é uma doença genética humana devastadora. Uma observação detalhada na sua origem genética e na sua história evolutiva explica sua persistência e aponta para uma possível solução a este problema a nível populacional.

Mapa do Lago Maracaibo
   

Pessoas que herdam essa doença genética têm um alelo dominante anormal que afeta o funcionamento das células nervosas, fazendo com que percam lentamente o controle sobre o corpo e a mente, finalmente causando a morte. Nas vilas de pescadores localizadas perto do lago Maracaibo na Venezuela (veja o mapa ao lado), existem mais pessoas com a doença de Huntington do que em qualquer outro lugar do mundo. Em algumas vilas, mais da metade da população pode desenvolver a doença¹.

Como é possível que uma doença genética tão devastadora seja tão comum em algumas populações? A seleção natural não deveria remover os defeitos genéticos das populações humanas? Pesquisas na evolução genética dessa doença sugerem que há duas razões principais para a persistência da doença de Huntington nas populações humanas: mutação unida a uma seleção fraca.

Herança do alelo de HuntingtonO diagrama à direita mostra como é transmitido o alelo de Huntington. Por se tratar de um alelo dominante, indivíduos que possuem apenas um dos pais com a Coréia de Huntington têm 50% de chance de desenvolver a doença.


 

 

 

 

Família Lago Maracaibo
Pessoas do lago Maracaibo.

• Foto de uma família Venezuelana © 1983 por Steve Uzzell
1A Tale of Pain and Hope on Lake Maracaibo (int’l edition), Business Week Online. 29 de maio de 2000.

próxima página


Busca · Índice · Navegação · Direitos Autorais · Créditos · Contato
Entendendo a Evolução para Professores Início · Entendendo a Evolução Início

Veja outras opiniões do site Entendendo a Evolução

Tradução em espanhol do site Entendendo a Evolução para Professores da Sociedade Espanhola de Evolução Biológica.